MONTANHA

Sonhei com você. E fiquei pensando que tudo o que eu precisava hoje era deitar na tua cama e te falar tudo que vem no meu coração, meus medos, meus planos, meus sonhos. Ouvir a sua opinião, sempre tão sincera e cheia de verdades. Queria chorar, chorar todas as lágrimas que guardo na alma desde março de 2014.

Sabe Montanha, você tem feito uma falta que eu não sei nem explicar. Você era minha pessoa e acho que você ainda é, se não fosse não sobrava tanta falta e te dizer, sobra muita falta. Eu amei você e amo. Acho que por isso que sinto sua falta, por um bom tempo você foi a minha razão, mesmo sem nunca me olhar e recriminar as minhas piores faces, você me amava na voz, no toque, você me amava no olhar.

Acho que o que nos separou foi essa quantidade absurda de amor, essa aceitação que havia entre eu e você que ia além. Você não soube lidar com isso, e sabe, eu te entendo, não entendia antes, você me machucou de uma forma que ninguém mais fará. Você foi embora sem avisar e quando eu vi, não te vi. Sentia sua falta nos meus ossos, sentia sua falta no canto mais profundo do meu sorriso.

E hoje, depois de tudo, sinto sua falta. Sinto falta dos teus conselhos. Queria te dizer que namoro um cara que você não aprovaria. Ele é tudo de diferente. Ele é completamente diferente do que conhecemos. Ele também não ia gostar de você, ele perceberia, que você era meu melhor amigo. Minha pessoa nesse mundo. Talvez ele se torne essa pessoa para mim, de um jeito novo.

Mas, nunca te quis longe da minha vida, nunca quis passar por esse mundo sem te ter por perto. Hoje eu acordei com saudade do que tinhamos, mas eu entendo, tínhamos muito um do outro e acabava não sobrando muito para a gente dividir com as outras pessoas e você precisava tomar de mim, tudo que era meu, para poder dividir com outras pessoas. Hoje, eu te daria, hoje eu entendo a necessidade, mas hoje eu não posso tomar de ti tudo que é teu, pois não te tenho para recuperar a quantidade de sentimento que depositei naquilo que eu pensei ser nosso.

Anúncios