vida que segue

vidaFazia tempo que eu não me deixava levar pelos meus sonhos. eu me protegia de mim mesma, protegia meus olhos, meu corpo, minha mente e meu coração. Buscava diversão, mas nunca o amor. O amor sempre me machucou mais do que me ofereceu alegrias. O amor é traiçoeiro, pelo menos os amores que eu tenho vivido por aqui.

Cinco anos solteira e me deixei levar por um novo amor. Me envolvi, amei com tudo que me restou, dei tudo o que tinha e quando não tinha mais nada fiz empréstimos de amor, queria te dá tudo, queria ser tua pessoa. Decidimos casar e eu me vi envolvida em planos, orçamentos, layout, madrinhas, sorrisos e listas. Esqueci de manter os pés no chão, esqueci que eu ainda poderia cair. Amei, de novo, dei tudo o que eu tinha e agora estou aqui, com coração rasgado,  com planos no chão e eu meio que sem acreditar, com vontade de tapear minha cara e gritar, perguntando mil vezes o que me levou a acreditar que agora, justo agora seria diferente. Hoje, no culto, foi feliz. Mesmo no chão, sem forças para chorar, sem forças para olhar no olho, sem forças para sorrir, hoje quando eu pensei que não tinha nada, eu lembro do principio… do Deus que cura, da minha rede de segurança, minha família e meus amigos, eu lembrei que eu posso cair um milhão de vezes, pois eu tenho um fonte inesgotável de amor, que sempre irá me suprir e me suportar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s